Navigation
Te amo e te odeio, vai entender né?… c-afeinar
Ele sempre vai me olhar com indiferença. Sempre. Mesmo quando nós estivermos a dois centímetros de um beijo, ele sempre vai fazer aquela cara de quem não sabe de nada. Como eu sei disso? Acredite é o que eu me pergunto todos os dias. Em tão pouco tempo, me envolvi tanto. Tanto. O pior, me envolvi com a pessoa errada. Com uma pessoa que consegue ser mais orgulhosa que eu. Não temos nada, completamente nada, em comum e ainda sim nos amamos. Sim, ele me ama, mas eu já disse é orgulhoso. Orgulho demais pra admitir isso. Já eu, sempre fiquei na defensiva, nunca tentei atacar (na verdade a única vez que tentei atacar, saí correndo com uma idiota descarada) sempre tive medo de ouvir o tão assustador “Não”. Vou está sempre aqui, esperando por uma atitude que definitivamente, nunca vai vir. Uma vez nós andamos de mãos dadas, uma única vez, e sou do tipo de garota que se ilude até se o cara passar por mim na mesma rua que eu. Agora imagina, o que isso não me causou, juro que não conseguia conter minha respiração, foi um dos momentos mais clichês da minha vida. E quem diria que um clichê aqueles bem clichês fazem um bem do caralho. Sempre achei esses romances uma mentira, sempre achei os personagens idiotas e aqui estou me sentindo uma Julieta escrevendo pra um vagabundo que provavelmente nem sabe a diferença entre “mas” e “mais”. Agora imagina, uma marmanja apaixonada por um marmanjo. Seríamos o tipo de casal, que todas as noites jantariam no Bob’s (mesmo que seje só um milkshake de chocolate) só pra não ter que fazer o jantar. Olha só que merda. Eu to fazendo de novo. Criando planos pra quem me olha indiferente até no quarto de um hotel. Um dia, quem sabe você pode tomar vergonha na cara, e ter algum tipo de atitude descente. Aproveita enquanto eu ainda estou disposta, juro pra você que um dia eu vou embora. Porque tudo nessa vida, cansa. Não sei te dizer quanto tempo eu ainda vou segurar a lanterna pra você no final do túnel, sempre que um braço cansa eu mudo pro outro mas vai chegar o dia (pode ser amanhã, daqui à uma semana ou te mesmo daqui à anos) que a bateria vai descarregar e pedir uma outra, te peço perdão mas no seu caso eu vou ter que comprar uma lanterna nova.
Notes: 21 notes

Friday: 21 December 2012 / 20h07:00PM
  1. evidencialmente reblogged this from flamejei
  2. since-ra reblogged this from flamejei
  3. nublad reblogged this from flamejei
  4. flamejei reblogged this from flamejei
  5. sodependent-onyou reblogged this from flamejei
  6. d-divulgando reblogged this from flamejei
  7. oamorqueeusintoporti reblogged this from flamejei